Incubadora de Tecnologias Sociais do OTSS avança em parceria com comunidades tradicionais de RJ e SP



Tecnologia social. Economia solidária. Educação popular. Três conceitos que são chaves para um futuro mais digno e sustentável para todos e que têm sido aplicados nas comunidades tradicionais desde sempre. E é aliando a ciência e os saberes e práticas ancestrais das comunidades indígenas, quilombolas e caiçaras que o OTSS vem desenvolvendo sua Incubadora de Tecnologias Sociais.


Para saber um pouco mais sobre como este projeto tem acontecido, os impactos e atuação das comunidades na sistematização deste projeto, o Vozes do Território convidou a Sidélia Silva, o Leonardo Esteves e o Vagner Nascimento para contar mais sobre a Incubadora e como ela tem se colocado a serviço das comunidades tradicionais do litoral norte de SP e litoral sul do Rio de Janeiro.


Para ouvir a edição especial do podcast Vozes do Territórios sobre o Incubadora do OTSS, clique aqui.


Sobre a Incubadora


A Incubadora de Tecnologias Sociais do OTSS apoia o desenvolvimento de processos, metodologias e produtos co-criados com as comunidades que representem soluções efetivas de transformação socioambiental do território. Deste modo, representa um espaço de formação que contribui com os processos em curso nas comunidades em áreas como pesca, agroecologia, turismo de base comunitária e saneamento ecológico.

Desde sua implantação, a Incubadora contribuiu com o processo de constituição da Rede Nhandereko, com a Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ), com o projeto de Saneamento Ecológico da Praia do Sono e com a Associação de Bananicultores do Ubatumirim (ABU), entre outros.


Para saber mais, acesse www.otss.org.br.

77 visualizações0 comentário