top of page

OTSS é finalista do 27º Concurso de Inovação no Setor Público



A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Fórum de Comunidades Tradicionais (FCT) estão na grande final do 27º Concurso de Inovação no Setor Público. A iniciativa é promovida pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), e agora o júri é popular!


Clique aqui e vote na experiência do Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS), uma parceria entre Fiocruz e FCT para a promoção de Territórios Sustentáveis e Saudáveis e o fortalecimento do SUS a partir do diálogo entre saber científico e tradicional.


A votação ocorre até o dia 29 de outubro e somos finalistas da categoria 2: Inovação em serviços ou políticas públicas no Poder Executivo Federal. Para que possamos contar com seu voto, é necessário que você vote nas demais categorias do Concurso. É uma oportunidade de conhecer também outras experiências inspiradoras que indicam novos caminhos para a administração pública.


"Para nós, é uma grande alegria estar entre os finalistas, especialmente pela experiência de governança do Observatório que associa um movimento social a uma instituição de ciência, tecnologia e inovação de uma maneira extremamente potente, a partir da ecologia de saberes e da governança viva, produzindo soluções para a sustentabilidade do território, para a territorialização da Agenda 2030 e para a reprodução do modo de vida das comunidades tradicionais. Esse modo de governança é nossa principal inovação e. com ela, esperamos contribuir para que se reaplique em outras experiências da administração pública", diz Edmundo Gallo, Pesquisador Titutlar da Fiocruz e Coordenador Geral do OTSS.


Sobre o OTSS



Criado a partir de uma parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Fórum de Comunidades Tradicionais de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba (FCT), o Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS) é um espaço tecnopolítico de geração de conhecimento crítico, a partir do diálogo entre saber tradicional e científico, para o desenvolvimento de estratégias que promovam sustentabilidade, saúde e direitos para o bem viver das comunidades tradicionais em seus territórios.


Sob a coordenação da Vice Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz (VPAAPS) e com o apoio da da Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec), atuamos em territórios indígenas, quilombolas e caiçaras de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba nas áreas de saneamento ecológico, agroecologia, turismo de base comunitária (TBC), promoção da saúde, educação diferenciada, justiça socioambiental, cartografia social, incubação de tecnologias sociais e monitoramento territorializado da Agenda 2030.

Nosso propósito é contribuir para a agenda global de desenvolvimento sustentável a partir um modo de governança que se mostre capaz de promover a territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e a melhoria concreta dos indicadores de sustentabilidade e saúde nos territórios tradicionais da Bocaina.


***

323 visualizações1 comentário
bottom of page