• Comunicação OTSS

Parceria entre Fiocruz e FCT é reconhecida como “investimento transformador” pela CEPAL


Encontro sobre ervas medicinais entre técnicos da Fiocruz e lideranças indígenas, caiçaras e quilombolas da Bocaina: diálogo entre saber acadêmico e científico a serviço do desenvolvimento

Criado em 2009 a partir de uma aliança entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Fórum de Comunidades Tradicionais de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba (FCT), o Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS) foi apontado pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe da ONU (CEPAL) como “investimento transformador” para o desenvolvimento sustentável no Brasil.

O reconhecimento foi anunciado nesta quarta-feira (26/05) pela iniciativa “Big Push para a Sustentabilidade”, que dá visibilidade a investimentos capazes de produzir ciclos virtuosos de crescimento econômico, redução das desigualdades e promoção da sustentabilidade. Coordenada pela CEPAL, a iniciativa é realizada no Brasil em parceria com a Rede Brasil do Pacto Global e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) com apoio da Fundação Friedrich Ebert (FES) e da Cooperação Técnica Alemã (GIZ).

“A inclusão do OTSS como uma das experiências bem sucedidas do Big Push reforça o acerto da Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030 de investir em uma experiência territorializada, em parceria com as comunidades tradicionais, que trabalha a promoção da saúde e do desenvolvimento sustentável de modo muito amplo. Isso faz com que a Fiocruz avance nas resoluções de seu Congresso Interno em relação ao diálogo com os movimentos sociais, a promoção da cidadania e a defesa da vida”, destaca o pesquisador titular da Fiocruz e Coordenador Geral do OTSS, Edmundo Gallo.

Ao todo, 66 experiências foram incorporadas à plataforma Big Push para a Sustentabilidade. Os critérios para a seleção dos casos mais transformadores foram a quantidade dos indicadores reportados nas três dimensões (social, econômica e ambiental) e a análise dos vínculos do caso estudado com o Big Push para a Sustentabilidade e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Pés no território


Equipe do OTSS durante atividade de planejamento em Paraty: pesquisadores indígenas, caiçaras, quilombolas e juruás trabalhando juntos

Com o apoio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e da Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec), o OTSS atua em territórios indígenas, quilombolas e caiçaras de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba nas áreas de saneamento ecológico, agroecologia, turismo de base comunitária (TBC), promoção da saúde, educação diferenciada, justiça socioambiental, cartografia social, incubação de tecnologias sociais e monitoramento territorializado da Agenda 2030.

Sua missão é gerar conhecimento crítico, a partir do diálogo entre saber tradicional e científico, para o desenvolvimento de estratégias que promovam sustentabilidade, saúde e direitos para o bem viver das comunidades tradicionais em seus territórios. Para isso, conta com o apoio de pesquisadores indígenas, caiçaras e quilombolas e outros profissionais que integram mais de 20 campos do conhecimento.

“Para o Fórum de Comunidades Tradicionais é uma honra esse reconhecimento dado pela CEPAL. Isso só reforça a importância do protagonismo das comunidades em defesa de seus próprios territórios”, afirma Vagner do Nascimento, coordenador geral do OTSS, Coordenador do FCT e liderança do Quilombo Campinho da Independência, primeiro território quilombola titulado no estado do Rio de Janeiro.

Este é o segundo prêmio importante recebido pelo OTSS em menos de dois anos. Em dezembro de 2018, a parceria entre Fiocruz e FCT também recebeu menção honrosa do Prêmio ODS Brasil na categoria “Ensino, Pesquisa e Extensão”. A premiação teve como objetivo destacar iniciativas que contribuem para a realização da Agenda 2030, que reúne uma série de compromissos assumidos por 193 países das Nações Unidas para promover o desenvolvimento sustentável no mundo.

BIG PUSH

A seleção de Estudos de Casos de Investimentos para o Desenvolvimento Sustentável realizada pela CEPAL tem como objetivo dar visibilidade a experiências e iniciativas que geram resultados concretos em direção à sustentabilidade. A partir da Chamada Aberta, foram recebidos 131 estudos de casos, dos quais 66 foram incluídos no “Repositório de casos sobre o Big Push para a Sustentabilidade no Brasil.

“As mudanças que estamos enfrentando no momento reforçam a necessidade de ação. Os investimentos maciços necessários para a transição para um modelo econômico saudável, resiliente, de baixo carbono, inclusivo e sustentável são uma oportunidade para gerar um grande impulso à sustentabilidade na América Latina e no Caribe”, destacou a Secretária-Executiva da CEPAL, Alicia Bárcena.


Clique aqui para acessar o Repositório de casos sobre o Big Push para a Sustentabilidade no Brasil


Acesse a publicação “Investimentos transformadores para um estilo de desenvolvimento sustentável: estudos de casos de grande impulso (Big Push) para a sustentabilidade no Brasil”


Assista ao vídeo completo do Webinar no YouTube onde foram anunciadas as experiências vencedoras.

187 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
OTSS
Fiocruz OTSS
Fórum de Comumidades Tradicionais

OTSS Bocaina © 2018

55 24 998772176 - Rua Araponga - nº 502, (antigo: Rua Colibri - nº 16), Gleba 01, Lt 16-A, Caborê - Paraty - Rj - Brasil - Cep: 23970-000