• Comunicação OTSS

Margaridas: mulheres da cidade, do campo, das florestas e das águas marcham por saúde e direitos

Atualizado: 20 de Ago de 2019

A "Marcha das Mulheres Indígenas" e a "Marcha das Margaridas" foram realizadas em Brasília, entre os dias 9 e 14 de agosto, com a participação de 100 mil mulheres de todo Brasil. A Comunicação do OTSS esteve presente e registrou a potência da luta das mulheres brasileiras.

Com o tema “Território: nosso corpo, nosso espírito”, mulheres indígenas de 130 etnias fizeram história na capital federal durante a 1ª Marcha das Mulheres Indígenas. Realizada de 9 a 14 de agosto em Brasília, a programação contou com plenárias, atos, reuniões com autoridades e participação em sessão solene da Câmara dos Deputados.


A principal reivindicação das mulheres indígenas do Brasil foi contra a municipalização da saúde indígena. Ao final da marcha, foi divulgado também um documento redigido pelas mulheres que destaca a importância dos saberes ancestrais indígenas para a manutenção da vida e da sobrevivência no planeta, tudo isso pela ótica da força feminina.


"Somos responsáveis pela fecundação e pela manutenção de nosso solo sagrado. Seremos sempre guerreiras em defesa da existência de nossos povos e da Mãe Terra"

"Quando cuidamos de nossos territórios, o que naturalmente já é parte de nossa cultura, estamos garantindo o bem de todo o planeta, pois cuidamos das florestas, do ar, das águas, dos solos. A maior parte da biodiversidade do mundo está sob os cuidados dos povos indígenas e, assim, contribuímos para sustentar a vida na Terra." (trechos do documento final da 1ª Marcha das Mulheres Indígenas)

Clique aqui para ler o documento na íntegra.


Margaridas em marcha

O tema da 6ª Marcha das Margaridas foi: “Margaridas na luta por um Brasil com soberania popular, democracia, justiça, igualdade e livre de violência”. O ato reuniu 100 mil mulheres da cidade, do campo, das florestas e das águas na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, entre os dias 13 e 14 de agosto.

A Plataforma que fundamenta o processo de construção da Marcha das Margaridas de 2019 foi constituída com base em 10 eixos prioritários. O sexto eixo aborda as reivindicações de lutas das mulheres "Por saúde pública e em defesa do SUS". Entre outras reivindicações, as mulheres destacaram seu papel como guardiãs da saúde familiar brasileira, uma vez que é sobre ela que costumam recair os cuidados com a saúde de todos os familiares.


Acesse aqui todo conteúdo da Plataforma da Marcha das Margaridas 2019 e saiba mais sobre as propostas dessas mulheres.



Fotos: Eduardo Napoli/ Comunicação OTSS

Texto: Vanessa Cancian/ Comunicação OTSS

OTSS
Fiocruz OTSS
Fórum de Comumidades Tradicionais

OTSS Bocaina © 2018

55 24 998772176 - Rua Araponga - nº 502, (antigo: Rua Colibri - nº 16), Gleba 01, Lt 16-A, Caborê - Paraty - Rj - Brasil - Cep: 23970-000