• Comunicação OTSS

Projeto Povos nos territórios: entenda como se dá essa chegança



Imagine construir uma cartografia social de comunidades tradicionais caiçaras, indígenas e quilombolas. Tudo isso com a missão de consolidar informações que sirvam de ferramenta para que os povos de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba tenham subsídio para garantir seus direitos diante dos grandes empreendimentos de petróleo e gás nessas regiões.


Como chegar? Com quem conversar? Como se constroem mapas que narram ao mesmo tempo histórias de luta e resistência, a salvaguarda cultural do patrimônio cultural e imaterial, saberes e conhecimentos que marcam determinada cultural ou local e muitas outras informações que surgem durante os processos? Todos esses desafios integram o cotidiano da equipe que vai para o campo em busca de concretizar essa grande caracterização.


O vídeo abaixo narra parte dos processos já vividos pelo grupo que está nessa atuação durante o último ano, os desafios, metodologias e descobertas de entrar em contato - ainda mais com a própria cultura - ou então com toda a diversidade cultural que constitui a região da Bocaina.


A realização do Projeto Povos é uma medida de mitigação exigida pelo IBAMA, no âmbito do licenciamento ambiental federal, da atividade de produção de petróleo e gás da Petrobras no Polo Pré-Sal. Quem executa é o Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina (OTSS), uma parceria entre o Fórum de Comunidades Tradicionais (FCT) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).



Saiba mais sobre o Projeto Povos

OTSS
Fiocruz OTSS
Fórum de Comumidades Tradicionais

OTSS Bocaina © 2018

55 24 998772176 - Rua Araponga - nº 502, (antigo: Rua Colibri - nº 16), Gleba 01, Lt 16-A, Caborê - Paraty - Rj - Brasil - Cep: 23970-000